Pesquisar
Close this search box.

Como fica o tempo na quinta-feira?

Canal de umidade ganha força

Nesta quinta-feira (21/12) a formação de um canal de umidade na faixa noroeste/sudeste do país, garante as condições de chuvas volumosas desde o oeste da região Norte até a costa Sudeste. As projeções indicam chuvas com volumes entre os 30 a 50 mm, valores que podem ser superados de maneira localizada.

A maior presença das nuvens carregadas e das chuvas, também auxilia na redução do intenso calor que vinha sendo registrado no Brasil Central.  Apenas algumas áreas do cone sul do país devem ter o predomínio de tempo seco nesta quinta, apesar de algumas instabilidades isoladas e pontuais.

Região Norte: Chuvas no AMACRO e sul do Tocantins favorecem recuperação de umidade no solo.
O estabelecimento de um corredor umidade, traz um aumento nas condições de chuvas no AMACRO e sul do Tocantins. As instabilidade devem trazer precipitações de até 50 mm  no decorrer do período, especialmente em setores mais à oeste da região. Além disso, com a maior presença de nuvens e possibilidade de chuvas, as temperaturas devem ficar relativamente mais baixas, se comparadas aos dias anteriores, condição que favorece a recuperação de umidade no solo, mesmo que momentaneamente.

Região Nordeste: Chuvas diminuem, mas ainda há chances de precipitações  
As instabilidades na região Nordeste apresentam uma redução em comparação ao dia anterior. No entanto, ainda há possibilidade de chuvas em todas as áreas da região, com os volumes mais significativos sendo observados no estado da Bahia. A presença dessas chuvas contribui para manter as temperaturas máximas abaixo dos 30°C, inclusive durante as tardes. Contudo, nas áreas do norte do Maranhão, norte do Piauí e Ceará, espera-se uma variação maior na intensidade das chuvas. Especificamente no sul do Ceará, há previsão de acumulados que podem chegar a 15 mm, o que pode levar a um aumento nas temperaturas durante as tardes nessas localidades.

Região Centro-Oeste:  Chuvas de até 50 mm em Mato Grosso e Goiás
Um  corredor de umidade, bem configurado, ganha forma sobre a região, garantindo condições de chuvas volumosas sobre Mato Grosso e Goiás. As instabilidades poderão acontecer a qualquer momento do dia, mas é no período da tarde em que essas chuvas ganham mais intensidade. A média das projeções indica valores de até 50 mm em Alto Teles Pires (MT) e Aragarças (GO). Essa maior presença de nuvens carregadas e chuvas, também contribui com uma redução nas temperaturas. Entretanto, o cenário oposto está previsto para a metade sul do Mato Grosso do Sul, onde a quinta-feira terá o predomínio de tempo firme, temperaturas elevadas e baixos índices de umidade.

O estabelecimento de um corredor de umidade na metade norte da região, deve garantir uma quinta de chuvas volumosas sobre o norte de Minas Gerais. A média das projeções indica volumes entre os 35 a 45 mm nas imediações de Bocaiúva (MG), sendo que esses valores podem ser superados. Já ao sul de São Paulo, a condição mais provável é de tempo firme, temperaturas elevadas e baixos índices de umidade, especialmente no oeste Paulista. Já nas regiões que vão receber as chuvas ao longo do dia, as temperaturas máximas devem ficar abaixo dos 30°C.

Região Sul:  Chuvas isoladas no Sul do Brasil.
De maneira geral, o predomínio será de tempo firme na maioria dos setores. Apesar disso, instabilidades isoladas e pontuais deverão acontecer, como uma consequência da passagem de um cavado – sistema de baixa pressão – nas camadas intermediárias da atmosfera (5 ~ 6 km de altitude). Mesmo assim, a previsão indica baixos volumes de chuvas e  com as precipitações concentradas no Sudeste gaúcho. Já sobre o estado do Paraná, o tempo deverá ter o predomínio do sol em todo  período, resultando em uma tarde com temperaturas mais elevadas, especialmente ao norte do estado.

A análise é do meteorologista do Portal Agrolink, Gabriel Rodrigues com revisão de Aline Merladete

AMVAC DO BRASIL

AMVAC DO BRASIL

As soluções da AMVAC do Brasil proporcionam maior produtividade às culturas, contribuindo para uma agricultura melhor e mais sustentável, garantindo a longevidade do mundo.

COMPARTILHE!
Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Print
Email